Minicursos

MINICURSO 01: Uma Introdução aos Sistemas de Controle de Versão Distribuídos

2ª FEIRA (29/09/2014) – 11:00 – 12:30 e 14:30 – 16:00 (Sala Umbu)

Os sistemas de controle de versão, apesar de amplamente adotados em projetos de desenvolvimento de software, ainda são pouco compreendidos e usados de forma superficial por muitos. Nesse minicurso veremos aspectos teóricos e práticos desses sistemas. Iniciaremos com uma discussão sobre os tipos existentes de versão e as situações onde cada tipo de versão é aplicável. Em seguida, veremos um pouco da história de sistemas de controle de versão e estudaremos os mecanismos usados por esses sistemas. Nesse momento, será possível diferenciar os sistemas centralizados, como CVS e Subversion, dos sistemas distribuídos, como Mercurial e Git. A partir daí, discutiremos diferentes cenários onde sistemas de controle de versões distribuídos podem ser aplicados e exemplificaremos essas aplicações utilizando o sistema Git. Finalizaremos o minicurso apresentando algumas ferramentas auxiliares ao uso do Git, como Github e SourceTree.

PALESTRANTE:

Leonardo Gresta Paulino Murta (UFF)

Leonardo Gresta Paulino Murta é professor do Instituto de Computação da Universidade Federal Fluminense (UFF) desde 2008. Obteve em 2006 doutorado em Engenharia de Sistemas e Computação pela COPPE/UFRJ, com estágio de doutorado em 2004 na Universidade da Califórnia em Irvine. Foi professor visitante da Universidade de Nova Iorque em 2013. Além disso, é bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq e Jovem Cientista da FAPERJ. Já publicou mais de 130 artigos em periódicos e congressos, tendo ganho diversos prêmios, dentre eles o ACM SigSoft Distinguished Paper Award, no ASE 2006. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Engenharia de Software. Seus principais campos de atuação são Gerência de Configuração, Evolução de Software, Arquitetura de Software e e-Science.

MINICURSO 02: Arquitetura de Referência: Um Tipo Especial de Arquitetura de Software

2ª FEIRA (29/09/2014) – 11:00 – 12:30 e 14:30 – 16:00 (Sala Mangaba)

Arquiteturas de referência referem-se a um tipo especial de arquitetura de software que captura a essência das arquiteturas de uma coleção de sistemas de um dado domínio. O propósito de uma arquitetura de referência é principalmente prover suporte para o desenvolvimento, padronização e evolução das arquiteturas de sistemas de software. Projetadas para vários domínios e propósitos, essas arquiteturas têm impactado importantes aspectos do desenvolvimento de sistemas de software, tais como a produtividade e a qualidade desses sistemas. Nesse minicurso, serão discutidas as diferentes definições dadas à arquitetura de referência, bem como a diferença entre arquitetura de referência, modelo de referência e arquitetura de linha de produto de software. Além disso, será apresentado um modelo que descreve o conjunto de elementos que poderiam estar presentes em arquiteturas de referência. Buscando a sistematização da construção dessas arquiteturas, será apresentado um processo para o estabelecimento, representação e avaliação de arquiteturas de referência. Por fim, perspectivas de aplicação dessas arquiteturas serão também apresentadas.

PALESTRANTE: 

 
Elisa Yumi Nakagawa é professora associada do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da Universidade de São Paulo (ICMC/USP). É bacharel em Ciências de Computação pela USP, possui os títulos de mestre e doutor em Ciências de Computação e Matemática Computacional também pela USP e pós-doutorado pela Fraunhofer IESE, Alemanha. Coordena projetos de pesquisa nacionais e internacionais e orienta alunos de mestrado, doutorado e pós-doutorado do ICMC/USP e de instituições no exterior. É membro de comitês de programa de diversas conferências e workshops e revisora de revistas nacionais e internacionais. Tem experiência na área de Engenharia de Software, atuando principalmente nos seguintes temas: arquitetura de software, arquitetura de referência, sistemas-de-sistemas, linha de produto de software, teste de software e software livre. Dentre os temas pesquisados, tem-se destacado com publicações relacionadas ao estabelecimento, representação, avaliação e utilização de arquiteturas de referência.

MINICURSO 03: Refatoramento seguro de programas

3ª FEIRA (30/09/2014) – 11:00 – 12:30 e 14:30 – 16:00 (Sala Mangaba)

Refatoramento é o processo de alterar um software melhorando sua estrutura interna sem alterar seu comportamento observável. Esse processo é utilizado para melhorar qualidades do software tais como extensibilidade, reusabilidade, complexidade, e manutenabilidade. Atualmente, as principais IDEs automatizam diversos refatoramentos. Porém, essas ferramentas podem realizar transformações errôneas, gerando programas que não compilam ou com comportamento diferente dos originais. Este minicurso aborda uma técnica para detectar transformações que não preservam o comportamento. Na primeira etapa do curso, os participantes terão uma visão geral de refatoramentos, das principais ferramentas, bem como problemas em aberto e desafios na área. Em seguida, será introduzido o SafeRefactor, uma ferramenta para tornar refatoramento de programas mais seguro. O SafeRefactor utiliza análise estática e geração automática de testes para avaliar se uma transformação preserva o comportamento. Ele vem sendo utilizado para encontrar bugs em diversas implementações de refatoramentos do Eclipse e NetBeans. Nesta etapa, será detalhada como Alloy, uma linguagem formal de modelagem, e o SafeRefactor encontraram mais de 200 bugs automaticamente nestas ferramentas.

PALESTRANTE:

Rohit Gheyi (UFCG)

Rohit Gheyi possui graduação em Ciência da Computação pela Universidade Federal da Paraíba (2001), mestrado (2004) e doutorado (2007) em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Pernambuco. Realizou doutorado sanduíche no Massachusetts Institute of Technology (MIT). Em 2008 ingressou na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) como bolsista de pós-doutorado, e desde 2009 se tornou professor (atualmente Adjunto III) da mesma instituição. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Engenharia de Software, atuando principalmente nos seguintes temas: Refatorações, Teste de Software, Métodos Formais, e Linhas de Produtos de Software. Vários orientandos de pesquisa e programação receberam mais de vinte prêmios em prestigiadas competições nacionais e internacionais. Seu grupo de pesquisa conquistou mais de 25 prêmios nacionais e internacionais nos últimos anos sob a sua orientação.

MINICURSO 04: Laboratório de Bibliometria

4ª FEIRA (01/10/2014) – 11:00 – 12:30 e 14:30 – 16:00 (Sala Umbu)

Os principais objetivos deste laboratório são (i) estimular o debate sobre o significado da pesquisa científica, (ii) estimular o debate sobre os tipos de veículos de publicação, (iii) colocar a revisão bibliográfica em perspectiva, (iv) estimular o uso criterioso de medidas objetivas de qualidade, e (v) mostrar o uso de práticas e de ferramentas que auxiliam na pesquisa (Reproducible Research).

PALESTRANTE:

Alejandro C. Frery (UFAL)

Doutor em Computação Aplicada pelo INPE (1993), é Professor Titular-Livre da Universidade Federal de Alagoas desde 2003 e líder do LaCCAN - Laboratório de Computação Científica e Análise Numérica dessa Universidade. Desde 2014 é Editor Chefe do periódico IEEE Geoscience and Remote Sensing Letters. Seus temas de interesse são Processamento e Análise de Imagens, e Estatística Computacional.
 
 
 
 

MINICURSO 05: Da ideia ao negócio: criando uma startup de software

5ª FEIRA (02/10/2014) – 11:00 – 12:30 e 14:30 – 16:00 (Sala Umbu)

Estatísticas apontam que a grande maioria das startups falha, principalmente por não encontrar o seu Product/Market Fit (encaixe entre o que é oferecido e o que o cliente quer). Neste minicurso serão mostrados os passos necessários para transformar ideias em negócios, a partir de uma perspectiva Lean. Serão apresentados e discutidos os seguintes temas: Lean Startup, modelo de negócios, Lean Canvas, Customer Development e processo de validação GOOTB (Get Out of the Building). Ao final, será relatado o case do MeuTutor, startup alagoana que atua na área educacional.
 
PALESTRANTES:
 
 
Engenheiro Agrônomo e Analista de Sistemas. Mestre em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Alagoas (2000). Professor no Centro Universitário Cesmac e na Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL). Empreendedor (Co-Founder) na AirMob.
 
 
 
 
 
 
Pós-Doutor em Computação pela Unicamp, é Bolsista de Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora do CNPq, Professor Adjunto da Universidade Federal de Alagoas e Líder do Núcleo de Excelência em Tecnologias Sociais. Desde 2011, dedica-se à pesquisa, inovação e empreendedorismo social em Informática na Educação e Ontologias. Ig Bittencourt defende o empreendedorismo social inovador como modelo de desenvolvimento econômico e social necessário para o crescimento sustentável do Brasil. É um dos fundadores da Start-up MeuTutor Soluções Educacionais (ganhadora de prêmios de inovação regionais e nacionais) e um dos criadores da Plataforma JOINT (Java Ontology INtegrated Toolkit).
 

MINICURSO 06: A Evolução das Ferramentas de Observabilidade no Linux

6ª FEIRA (03/10/2014) – 11:00 – 12:30 e 14:30 – 16:00 (Sala Umbu)

Com a crescente complexidade de sistemas computacionais: Número maior de unidades de processamento; Variedade de frequencia de processamento; Acesso não uniforme à memória; Redução de consumo energético; Novos dispositivos de entrada e saída. Ferramentas de observabilidade precisam ser renovadas ou introduzidas, permitindo: Obter visão geral de sistemas computacionais; Auxiliar administradores de sistemas e usuários na resolução de problemas; Depurar software em desenvolvimento; Analisar performance de sistemas; Apoiar ensino e aprendizado. Sistemas Linux historicamente contam com um conjunto de ferramentas de observabilidade, e.g.: top e ps; strace; vmstat; tcpdump. Que hoje estão sendo atualizados para atender novas necessidades e reduzir o custo para realizar as tarefas anteriormente atendidas por estas ferramentas clássicas. Este minicurso apresentará as ferramentas clássicas e como elas obtem as amostras necessárias para atingimento de seus propósitos. Além disto discorrerrá sobre os problemas associados ao framework clássico de amostragem e sobre como estão sendo atacados atualmente. Novas ferramentas serão apresentadas, muitas delas desenvolvidas pelo palestrante e já utilizadas pela comunidade de software livre.

PALESTRANTE: 

Arnaldo Carvalho de Melo (Red Hat)

Fundou a Conectiva em 1995, uma empresa brasileira que se especializou em serviços com Linux e publicou uma distribuição Linux. Contribuiu com o kernel Linux mantendo protocolos de rede legados como IPX, LLC, Appletalk. Refatorou a pilha TCP/IP para reutilizar partes não específicas ao TCP em outros protocolos. Implementou a pilha DCCP do Linux. Criou e mantém as ferramentas dwarves, que inclui o 'pahole', ferramenta usada para otimizar estruturas de dados, usada em projetos como o kernel Linux, glibc, KDE, xine e muitos outros. Atualmente é o mantenedor das ferramentas 'perf' de observabilidade do Linux (profiling, tracing, depuração, etc). Trabalha para a Red Hat desde 2007.
 

MINICURSO 07: Desenvolvimento de aplicações gráficas para Arduino com ambiente Processing

6ª FEIRA (03/10/2014) – 11:00 – 12:30 e 14:30 – 16:00 (Sala Mangaba)

O ambiente de desenvolvimento Processing foi criado em 2001 para servir como ferramenta de desenvolvimento de aplicações nas áreas de entretenimento, artes visuais, jogos e simulações. Com o surgimento e a popularização da Interface Arduino, cujo ambiente de desenvolvimento também foi feito com base no Processing, surgiu a necessidade de integrar estas duas ferramentas facilitando o desenvolvimento de interfaces gráficas para o controle de robôs e dispositivos mecatrônicos. 

PALESTRANTE:

Alexandre Braga (Estácio)

Alexandre José Braga da Silva é Bacharel em Sistemas de Informação, Mestre em Modelagem Computacional do Conhecimento (UFAL) e atualmente coordena o curso de Sistemas de Informação da Faculdade Estácio de Alagoas, sendo também professor Assistente nos cursos de Redes de Computadores e Administração de Empresas. participa desde 2001 de atividades relacionadas a robótica educativa, tendo coordenado a etapa regional da Olimpíada Brasileira de Robótica, publicou vários artigos na área em eventos regionais e nacionais e atualmente orienta alunos de iniciação científica e bolsistas júnior do CNPq.

CONTATOS

 
Perguntas específicas de cada evento, por favor contatar os respectivos coordenadores.
 
Hospedagem e Passagens:
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
Outras informações:
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 
Reportar bugs ou erros:
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Twitter

REALIZAÇÃO


PATROCINADORES DIAMANTE


Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

Conselho Nacional de Desenvolvi-mento Científico e Tecnológico (CNPq)

 

PATROCINADOR OURO


INES logo

PATROCINADOR PRATA


 

APOIO


Springer logo

PROMOÇÃO


SBC logo

ORGANIZAÇÃO



AGÊNCIA OFICIAL